A importância do protetor solar 

Você provavelmente já ouviu falar sobre a importância do protetor solar: como usá-lo todos os dias faz toda a diferença, como os raios solares podem ser nocivos para a sua pele e muito mais. E podemos te contar um segredo? É tudo verdade! Hoje, vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre o protetor solar ideal.   

Mulher tomando sol

Função do protetor solar 

Afinal, qual é a função do protetor solar? Como o próprio nome dá a dica, é um produto que age na proteção da pele, do rosto ou do corpo, contra os raios solares e seus efeitos. Ele cria uma barreira de proteção que filtra a penetração dos raios UVA e UVB na pele, evitando queimaduras e prevenindo câncer de pele, manchas e envelhecimento precoce.  

Existem diversos tipos de protetores, e além de filtrar os raios, eles também podem ter funções complementares. Mas todos os protetores solares têm que proteger a sua pele – se você usa um produto que não oferece proteção, então ele não é um protetor solar. 

Confira quais são os tipos de protetor solar

Assim como existem muitos tipos de pele, existem inúmeros tipos de protetor solar. A primeira divisão já começa na parte do corpo que você vai aplicar: se for no corpo, existe um tipo; para o rosto, outro. As fórmulas variam dependendo do cuidado e da necessidade de cada pele e região. 

Dentro dessa lógica, os principais tipos de protetores solar são com filtros orgânicos, filtros inorgânicos (ou minerais) e a combinação dos dois. Eles têm propriedades bem diferentes, que resultam em ações distintas, mas ambos atuam na proteção solar. Entre um ou o outro, lembre-se sempre da importância do protetor solar no seu dia a dia e escolha o melhor para a sua pele. 

Protetor solar físico ou químico?

Você já deve ter ouvido a denominação de protetor solar físico e protetor solar químico, utilizado no mercado de skincare. Na verdade, essas denominações já são ultrapassadas, até mesmo por não refletirem a verdade sobre o produto. Os termos corretos são protetores solar com filtros orgânicos ou filtros inorgânicos.

A principal diferença entre eles é que os filtros orgânicos têm a presença de compostos orgânicos, enquanto os inorgânicos são compostos por óxidos minerais. Geralmente, os compostos orgânicos protegem a pele pela absorção da radiação e os inorgânicos, pela reflexão. Atualmente, no entanto, também existem filtros orgânicos que, além de absorver, também refletem a radiação UV.

Filtros orgânicos

Filtros orgânicos são moléculas orgânicas capazes de absorver a radiação UV (alta energia) e transformá-la em radiações com energias menores e inofensivas ao ser humano, como calor ou fluorescência. Estas moléculas são essencialmente compostos aromáticos com grupos carboxílicos.

Filtros inorgânicos

Já os filtros solares inorgânicos são representados por dois óxidos, ZnO e TiO2. Neste tipo, os processos de proteção envolvidos são diferentes. Os filtros inorgânicos são constituídos de partículas, de preferência com tamanhos da mesma ordem da radiação que se quer espalhar. Filtros inorgânicos mais eficientes e úteis para uso em protetores solares são micropartículas destes óxidos.

Os tamanhos adequados de partículas são essenciais para a eficiência da proteção e para não deixar resíduos. O espalhamento máximo da luz ocorre na presença de partículas com diâmetro aproximadamente igual ao comprimento de onda da luz incidente. O ideal é que as partículas sejam menores que 400 nm, para não deixar resíduos brancos.

mulher passando protetor solar

Qual escolher?

Na hora de escolher o produto ideal, é preciso prestar atenção em algumas características: qual é o tipo, o que ele pode fazer pela sua pele, como funciona a absorção e qual é o fator de proteção solar, conhecido como FPS. Sabe o que é isso?

Conheça o fator de proteção solar, o FPS 

Na hora de comprar o seu protetor solar, um dos principais pontos de atenção é o fator de proteção solar, o conhecido FPS. Essa marcação determina o tempo e a eficácia do produto na proteção da sua pele, e indica quanto tempo você consegue ficar exposta ao sol sem sofrer queimaduras.

É importante deixar claro que é o quanto a sua pele consegue, e não necessariamente o quanto você gostaria de se expor ao sol. Então, evite longas exposições solares por muitos dias sem necessidade. Dormir no sol para garantir o bronze não é saudável, tá?

Como é calculado o FPS? 

De forma simples, vamos te explicar como chegar nesse número do fator de proteção solar. O valor adequado é baseado em quanto tempo a pele consegue se proteger sozinha, sem sofrer queimaduras. 

Imagine que uma pessoa vá à praia sem filtro solar e fique vermelha após 10 minutos. O fator de proteção solar 50 é uma referência para sabermos a eficácia do produto aplicado. Após passá-lo, esta mesma pessoa poderá ficar um tempo 50 vezes maior antes de ficar vermelha. 

Isso não significa que você deva passar o protetor apenas uma vez e pronto. É muito importante reaplicar a cada duas horas se você se expor ao sol com intensidade, após sudorese intensa, ou se molhar-se com água e secar com toalha, e duas vezes ao dia se essa exposição não for intensa.

Essa reaplicação não tem a ver com o FPS, e sim com a saúde da sua pele – o FPS serve apenas como referência de eficácia.  O fato de reaplicar o produto não significa que você renovou o “passe” de tempo de exposição, e sim que você garantiu a proteção inicial. 

Como passar o protetor solar

A importância do protetor solar também está na aplicação. Não adianta comprar os produtos com FPS altos se não souber como passar o protetor solar. A quantidade é a suficiente para criar uma camada espessa e protetora. Essa quantia é algo em torno de meia colher de chá por região, como rosto, pescoço e colo. 

mulher passando protetor solar facial

Preciso reaplicar?

A reaplicação de protetor solar depende muito da sua exposição diária. Pessoas que têm a exposição diária muito alta, como atletas ao ar livre, precisam repor no mínimo a cada duas horas. Se sua exposição solar é regular, certifique-se de aplicar uma vez pela manhã e outra na hora do almoço, e sempre que sentir necessidade. 

Qual é o melhor protetor solar?

Depois de tudo isso, é hora de responder: afinal, qual é o melhor fator de proteção solar para o rosto? Mesmo que você não fique em contato direto com o sol por muito tempo, o seu rosto está sujeito a sofrer com a radiação naqueles passeios breves ou banhos de sol. 

Por isso, opte sempre por valores mais altos, preferencialmente a partir do 30. FPS 50 ou mais são os indicados, pois oferecem alta proteção para a pele que está sempre mais exposta. E isso vale até mesmo para os dias mais nublados. 

O protetor solar facial dos sonhos

Para facilitar e deixar tudo mais simples, fizemos aqui uma lista do que podemos procurar na hora de escolher o seu protetor solar: 

  1. Oferece uma excelente proteção dos raios UVA e UVB;
  2. Não deixa resíduos brancos e não agride a sua pele;
  3. Preserva a hidratação natural do rosto;
  4. Não resseca e nem deixa o rosto oleoso;
  5. É indicado para o rosto, colo e pescoço; 
  6. Se tiver um toque aveludado e uma textura gostosa, é um ponto a mais. 

Escolhendo o melhor protetor solar 

O melhor protetor solar é aquele que atende às necessidades da sua pele. Que, além de oferecer uma proteção super completa dos raios solares, também atua de outras formas, como no combate aos radicais livres e na prevenção de doenças de pele. O protetor solar ideal é aquele que mistura proteção e cuidado. 

Como estamos sujeitas ao fotoenvelhecimento precoce, começar a usar o protetor solar enquanto a sua pele é jovem já vai fazer uma grande diferença na sua vida. Agora que você já sabe a importância do protetor solar, fale com a sua dermatologista sobre as fórmulas mais indicadas para o seu tipo de pele e cuide-se.

 

 

 

Compartilhe esse post:
Tell Us What You Think
0Like0Love0Haha0Wow0Sad0Angry

0 Comentário

Deixe um comentário

Fique por dentro
das novidades, receba dicas
e truques no seu email

© 2020 - beyoung.com.br | All Rights Reserved

Left Menu Icon
Right Menu Icon